quarta-feira, 10 de junho de 2009

Dia de Portugal


Pátria

Soube a definição na minha infância.
Mas o tempo apagou
As linhas que no mapa da memória
A mestra palmatória

Desenhou.

Hoje
Sei apenas gostar
Duma nesga de terra
Debruada de mar.


Miguel Torga


ADENDA (já no dia 11...)
Ia responder nos comentários, mas resolvi responder aqui a todos, fazendo uma pequena reflexão, para a qual não tive tempo ontem.
Concordo plenamente com a Cláudia, que o maior feito dos portugueses foi a expansão da língua por tantos cantos do mundo. Isto, sendo nós uma "nesga de terra", que não me parece nada que no poema seja pejorativo. Em termos de território, e se olharmos para o mapa do mundo, o que somos ´nós mais do que uma nesga?? Mas isso só vem valorizar ainda mais tudo o que os portugueses fizeram ao longo dos séculos. É claro que tb fizeram muita asneira, mas qual o povo que não fez e continua a fazer? É só olhar para os conflitos internacionais, alguns dos quais parecem de impossível resolução...

Mas os portugueses fizeram uma obra notável, e basta ver os monumentos maravilhosos que deixaram espalhados por todo o lado por onde andaram, e isso foi muitos lugares, mesmo!!
Adorei ver alguns desses monumentos serem oficialmente reconhecidos como as 7 maravilhas construídas pelo povo português, apesar de estas votações serem um pouco difíceis, porque ficam sempre "para trás" algumas obras maravilhosas.

É certo que o momento presente deixa muito a desejar, mas isso dava uma tese....
O que acho é que temos que deixar de ficar à espera que os políticos façam tudo, porque eles na verdade fazem muito pouco... e mal, muitas vezes.
Acho que a mudança tem que ser feita por cada um de nós, em cada dia da nossa vida. Isto é mais fácil de dizer do que de fazer, mas há que agir, disso não há dúvida.




11 comentários:

Isabel disse...

O Miguel Torga neste pequeno poema diz tudo. É isso mesmo.
Gostei do teu Portugal, a terra da mãe a norte e a terra do pai a sul: faz todo o sentido!

Claudia disse...

Claudia,

Vou responder teu email depois, o dia aqui hoje foi tão difícil, problemas habituais de adaptação a cultura nórdica perseguem essa mãe que vos escreve. As vezes é difícil demais para mim viver aqui.

Comentando teu email, eu diria que apesar de amar os edifícios coloniais, a arquitetura portuguesa colonial, eu ainda acho que o edifício mais imponente e suntuoso erguido por que Portugal; o feito mais brilhante desse pequeno país Europeu, foi colocar a língua portuguesa na boca e na alma de mais de 300 milhões de pessoas. Não é incrível? Mas os portugueses parece que não concordam muito não pois não gostam do nosso jeito de falar a língua deles (risos).

Te escrevo mais depois,

Bj,

Claudia

Heloísa disse...

Cláudia,
Achei lindo esse poema. E também gostei bastante da sua colagem.
Concordo com a Cláudia em relação ao feito enorme de espalhar a língua portuguesa, que é a mais falada no mundo, não?
Beijos

ameixa seca disse...

Nesga de terra, deveríamos ser mais que isso... temos que fazer por isso!

Magia na Cozinha disse...

Claudia eu só conheço um pouquinho de Paris na Europa, mais nada. Quem sabe um dia vá a Portugal?
Meu bisavô paterno era português. Casou-se com uma alemã de berlim e foram para no Brasil.
Infelizmente eu não conhecia a história deles direito, mas o Lima do meu nome veio dele.
Viva Portugal!
Bjs :)

Gina disse...

Cláudia, a viagem à Portugal trouxe-me um encantamento por esse país incrível. Ainda nessa semana conversava com uma amiga, que acabou de voltar de Portugal e também expressou essa mesma sensação. Adorou os dias que esteve aí.
Cada povo tem seus feitos, seus motivos de orgulho e suas mazelas, tanto em relação ao passado quanto ao presente. O sentimento que nos une ao nosso país é algo muito forte.

Não esqueci da foto das forminhas de madeleines. Quando fizer outra fornada, ponho lá a foto.
Quanto à receita de mingau, da próxima vez que fizer um, meço a quantidade e lhe mando por e-mail... rsrs!
Bjs.

Nana disse...

Amiga, todos os povos erram e de erros que construímos um mundo melhor!
Temos que dar valores as coisas boas e Portugal é lindo.
Bjsss

Mari disse...

Claudia querida, parabéns pelo dia de Portugal!!! =D
Tive a oportunidade de conhecer algumas cidades de nossa amada metrópole: Setúbal (onde ficamos num hotel maravilhoso, que era um castelo), Lisboa, Fátima e Coimbra. Pretendo voltar um dia (assim que tiver dinheiro, passaporte, visto, todos esses "detalhes"... risos) com o Marcelo e a Isa, para levá-los nos lugares onde já fui, e conhecer com eles aqueles para onde ainda não fui... :)
Beijo grande,

Mari

Sónia Alexandra disse...

Miguel Torga foi sempre sábio...
E que dizer em relação a fazermos algo para que a nossa notabilidade seja reconhecida...lutemos. jinhos

Noémia disse...

...E, se mais Mundo houvera, lá chegara.

Luís de Camões, in “Lusíadas”

Um dos livros que mais me impressionou sobre os feitos dos portugueses, foi o " Peregrinação" de Fernão Mendes Pinto, porque mostra como tão poucos se estenderam por tanto território durante tanto tempo! E não foi pela força, que não tinhma capacidade para sustentar tanta guerra, com tanta gente bem mais poderosa, naquelas paragens!

Isabel disse...

Resposta à Cláudia:
amiga, alguns portugueses tacanhos podem não gostar do modo como os outros povos falam o português, mas a maioria gosta e muito. Eu pessoalmente, adoro!