quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Quiche de atum, agriões e dois queijos




Esta quiche nasceu devido a meio molho de agriões que tinham sobrado de uma salada.

Devo dizer que nasceu em boa hora.

Depois de uma pesquisa na net, tirei uma ideia daqui outra dali, e foi este o resultado:


Até os patos se afogaram!

Ingredientes:

2 latas de atum;

meio molho de agriões (pouco mais de 100 gr, depois de retirados os talos)

150 gr de queijo emmental ralado; q. b. queijo fundido

meia chávena de leite; 1 pacote de natas

3 ovos médios; sal e pimenta;


algumas rodelas de cenoura para decorar.

Usei massa de compra.



Faz-se assim:

Forra-se a forma com a massa e, com um garfo, fazem-se uns furinhos no fundo.

Por cima coloca-se o atum, previamente escorrido e "esborrachado" com um garfo.

De seguida, espalham-se os agriões sobre o atum.

À parte batem-se os ovos, junta-se o queijo ralado, o leite, sal e pimenta. Mistura-se bem e coloca-se sobre o preparado anterior.

Finalmente, rega-se toda a mistura com as natas.


Como alguns agriões ainda estavam com as orelhas de fora, coloquei um pouco de queijo fundido por cima.

Decorei com rodelas de cenoura bem fininhas.



À saída do forno.






O pato a tentar escapar...


Posso dizer sem exagero que é uma das melhores quiches que já fiz. E já fiz muitas... adoro-as, devido à enorme variedade de ingredientes que se podem combinar, apesar de à primeira vista poder parecer que é sempre a mesma coisa. Puro engano. As possibilidades de variar são imensas, é quase como as 1001 maneiras de cozinhar bacalhau.


Experimentem, e bom apetite.


Entretanto, e tal como prometido, aqui vão os meus ímans. Aqui já se vêem um bocadinho melhor. Na outra foto mais pareciam as sombras que andam a seguir a amiga Ameixa (e nenhum gajo bom... carago!)


8 comentários:

Noémia disse...

O que eu acho giro nos cozinhados de agrião é a cor radioactiva que exibem.
Mas como nem tudo pode ser azul, o que interessa é que adooooooro agriões e a tua quiche tem pinta de estar muitíssimo boa. Nunca me lembrei de fazer uma de agriões!
Vê lá se os patos estão quietos que ainda se magoam...:)

Cláudia M. disse...

Noémia, desculpa lá, mas não percebi essa da cor radioactiva. Será que me podes explicar como se eu fosse uma miúda de 5 anos?...
Olha, se gostas de agriões, experimenta. Eu gostei bastante.
Bjs

ameixa seca disse...

Carago mesmo :)
A Noémia disse radioactiva? He he Tem mesmo uma cor forte de agrião!
Tadinhos dos patinhos :)

Marcia disse...

Querida
esta mistura de agriao e atum deve ficar divina!!!

Isabel disse...

Essa quiche deve ser ótima (já aderi ao Acordo!), nham, nham, atum e agriões, que delícia.
Bjs

Cláudia M. disse...

Ameixa, os patinhos primeiro estranharam, mas depois fartaram-se de comer.

Márcia, pode crer que é mesmo muito bom.

Mana, a quiche estava e é óptima!! Eu não assinei nenhum acordo... nem vou assinar... mas amigas como antes!
Tadinhos dos romanos... não renego a sua herança, depois de ter dado conta da cabeça a estudar Latim!
Seguindo o estilo da Abóbora,
beijinhos OPTIMUS

Noémia disse...

Óh Cláudia, eu disse cor radioactiva porque esse verde faz-me sempre lembrar os Simpsons e o bocado de metal que ele traz colado lá da central onde trabalha! Só por isso...
E a menina ameixa que não meta veneno, sim! Que eu bem sei que ela prefere os cristais de sulfato de cobre...:)
Quanto ao acordo ortográfico estou contigo, resistente até ao fim! "Gramei" 4 anos de Latim para quê?

tina disse...

Gosto muito de quiches...també aço muita vez e concordo plenamente contigo...1001 maneiras de fazer...e são sempre boas!!!
Obrigado pela tua visita e palvrinhas...passei uma fase menos boa,mas isto vai com o tempo e a vossa força!
Muito obrigado e um beijinho grande