domingo, 1 de fevereiro de 2009

Obrigada



Eu já sei que a minha irmã vai ficar zangada comigo, mas paciência.

Passo a explicar: a nossa mamã Hortense tem andado doente nas últimas semanas. Ela tem vários problemas de saúde, entre os quais alguns problemas cardíacos.

Na última semana tem andado mesmo um bocado mal, teve alguns problemas.

E então, tenho que dizer a todos e agradecer à minha irmã toda a disponibilidade e força que tem tido para acompanhar a nossa querida mãezona. Devido ao facto de estar mais perto da mãe do que eu, muitas vezes "sobra para ela". Maneira de dizer, claro, porque nós achamos que cuidar dos pais não é nenhum fardo, é apenas uma maneira de compensar um pouco todo o trabalho, dedicação e carinho que eles tiveram para connosco não só em crianças, como durante toda a nossa vida.

Mas, de qualquer modo, não posso deixar de prestar aqui um reconhecimento e agradecimento público à minha linda manita por tudo o que ela tem feito. Tem acompanhado a nossa mãe a consultas, exames, enfim, tudo o que tem sido necessário. Ontem a situação agravou-se um pouco, e foram quase 6 horas no hospital, e a minha irmã não arredou pé! Aliás, saiu apenas para ir a casa buscar alguns exames que a médica do hospital pediu para ver.
Como eu estava a trabalhar, mais uma vez, lá esteve presente a minha irmã.

É por tudo isso que não posso deixar de lhe agradecer uma e outra vez, muitas vezes, tudo o que ela tem feito pela família. Querida mana, és mesmo uma pessoa especial.

OBRIGADA.

Ah, já agora quero esclarecer que quando ela diz estar cansada, isso não tem a ver directamente com o que acabo de referir. São algumas chatices da vida... e agora mais esta... elas não matam, mas moem.

14 comentários:

Isabel disse...

Ai, mana, nem sem o que dizer. Obrigada, também.
Um abracinho forte de irmã para irmã.

justme disse...

E moem bastante, mas é assim uns dias uma mana noutros a outra (no meu caso: eu e o mano), mas é preciso é que a mãe fique melhor. Um bj para as duas(um destes dias tenho que visitar o blog da mana, ando uma preguiçosa: quando tenho um tempito, a cabeça recusa a funcionar nem ler apetece)(, aliás para as 3 que a mãe tb merece, tudo de bom.Força.

Nana disse...

Amiga, como é bom ter familia, para cuidarmos um do outro.
Bjs a vc e a sua irmã heroina

Lina Querubim disse...

Sei o que isso é!
Sei o que a tua Mana passa...eu fiz á minha Mãe durante sete anos que foram os anos em que ficou a depender de alguém,nunca imaginei andar tanto em hospitais,ambulâncias,carros de transporte de bombeiros,fazer coisas que nunca mas nunca imaginei, dar banho á minha querida Mãe e na ´´ultima semana até mudar fraldas :( mas se ela podesse ter ficado na cadeira como estava antes do derrame cerebral, eu continuaria a fazer o que sempre fiz!!!!!
Só a queria ao pé de mim...:(((((

Bj

ameixa seca disse...

Pois é, eu também ando para trás e para diante com a minha mãe. Gostava que os meus irmãos reconhecessem este meu empenho. Não faz mal nenhum agradecerem a nossa disponibilidade embora nós o façamos por carinho e não por obrigação :)

Axly disse...

Que Deus dê muita serenidade e saúde a tua irmã e que cure logo tua mamãe.
Kisss^^

Heloísa disse...

Cláudia,
Que sua mamãe atravesse rapidamente essa fase difícil, e logo fique bem.
E essa solidariedade entre irmnas é muito bonita.
Beijos

Cláudia M. disse...

Minhas queridas, muito obrigada pelas vossas palavras.
Tem sido difícil. Ela tem o coração fraco, e nós andamos sempre com o coração nas mãos...
Mas é mesmo assim, temos que encarar as situações, por mais difíceis que sejam.
Lina, compreendo bem o que dizes, mesmo doente e a necessitar de tantos cuidados, o que darias para a ter ainda contigo!
Para as que têm ainda convosco as vossas mamãs, o que desejo é que continuem a dar-lhes miminhos.
Beijocas.

Lina Querubim disse...

Verdade Claúdia,
Quem tem Mãe tem tudo, quem não Mãe não tem nada!
É antigo mas verdadeiro quando me apareceu o cancro de mama não tive medo de nada na altura da operação, só chorava em silêncio porque queria ali a minha Mãe...era ela que me fazia falta!
E tenho um Marido maravilhoso e familia, amigos mas...a falta maior que eu sentia era a minha querida Mãe, e todos sabiam naquele fim de tarde que eu ia ser operada qual a minha maior dôr...e diziam-me: Lina isso é a única coisa que não a podemos ajudar!!!
Pense em coisas bonitas e eu pensei nos meus sobrinhos!
E sempre com muita saudade, todos os dias seja pelo motivo que fôr falo "dela" está sempre comigo!
Já passou um 1 ano e meio que se foi e eu ainda não conseguí fazer luto, mas tenho e sinto uma dôr mais leve acho que o tempo nos ajuda!
As melhoras da tua Mãe e façam isso muito mimo e carinho porque um dia...um beijo

Cláudia M. disse...

Lina, querida, eu tento compreender o teu sofrimento. Eu e a minha irmã já passámos grandes sustos com a nossa mãe. Ainda agora no sábado a minha irmã viu o caso mal parado, e teve que lidar com a situação sozinha, por isso eu lhe estou tão grata. Mas imagino que deve ser uma dor enorme, principalmente quando somos ligadas a elas, como é tb o nosso caso.
Bjs e muita força.

Lina Querubim disse...

Obrigado Claudia, eu não tenho filhos já perdi parentes,o meu pai biológico aos 9 anitos e o meu Pai do Peito pai do meu irmão mais novo eu adova-o mas...mas a maior é sem dúvida a Mãe!!!Para mim que não tenho filhos!
Tenho dias que lhe escrevo como se ela estivesse a viajar por isso te digo que não fia luto e quando estou a falar dela ainda choro muito :( um dia vai passar mais e a dor fica mais leve!
Beijokas e as melhoras

Claudia disse...

Claudia,

linda postagem. Tens mais é que agradecer mesmo pois uma irmã assim é o que todas nós queríamos. Eu pelo menos que não tenho irmã.

A vida é assim mesmo. Ela segura aqui e você segura mais na frente. E tudo se equilibra.

Beijos,

C.

Cenourita disse...

Querida Amiga
ando atrasada nas leituras de posts e comentários :(
Espero sinceramente que a Mami Hortense já esteja melhorzinha e que tudo não tenha passado de mais um susto. Quanto à tua Mana, ela é um mimo e não me surpreende nada ela colaborar sem te exigir nada em troca. Vocês são duas irmãs fantásticas, duas grandes Mulheres!

Beijinhos para as duas e também para a Mami***

Cláudia M. disse...

Obrigada, Cenourita, felizmente ela já está melhor. Só que tem que ter muito cuidado com a alimentação, controlar a tensão, diabetes, etc., etc. Tb está bem servida...
Bjs