quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Pedalar pelo Tiago - gestos de solidariedade

Esta postagem tem dois objectivos:
  • O primeiro é o de continuar a mostrar que em Portugal também acontecem coisas boas! Se bem que este caso mostra a face e o verso da moeda... o bom aqui é a solidariedade que se gerou, mas a verdade é que aquilo que foi feito pelos cidadãos era, de acordo com a lei, obrigação do Estado. Mas a cada dia que passa vamos sabendo melhor que em muitos casos não podemos ficar à espera que o Estado resolva tudo, e há que encontrar outras soluções. E nisso nós, portugueses, até somos peritos. :)

  • O segundo objectivo, e mais importante, é o de divulgar a história do Tiago.

O Tiago é um menino de pouco mais de um ano, que nasceu com a síndrome de Klippel-Trenaunay, uma doença rara, com cerca de mil casos em todo o mundo e apenas dois em Portugal.

«Trata-se de uma malformação congénita que se dá na 26.ª semana de gestação e que se caracteriza sobretudo por problemas no sistema venoso.

No caso de Tiago, centra-se na perna esquerda, que, segundo a mãe, "pode vir a ter de ser amputada", se o problema não for devidamente tratado.
"A perna incha muito e cresce mais do que a outra. Em Portugal, a única solução que me deram foi a colocação de uma meia elástica, para retardar o crescimento desproporcional da perna", referiu.
A esperança dos pais reside agora no Children`s Boston Hospital, nos Estados Unidos, onde trabalha uma equipa de especialistas dedicada ao estudo daquela doença e ao tratamento de muitos dos seus sintomas.
O problema é o custo dos tratamentos.
"Só para a primeira consulta, são necessários 1.500 euros. E isto sem contar com viagens, alojamento e refeições", referiu a mãe.»

Iniciativa solidária

«Foi para angariar verbas para o tratamento do Tiago [através da criação e divulgação  de uma conta solidária]  que Mark Sewell, um inglês com casa em Fontoura, Valença, teve a iniciativa de promover um pedalada solidária.
Na bicicleta, carrega uma caixa [um baldinho, como se vê na reportagem], onde os transeuntes podem depositar os seus donativos.
O também inglês Chris Ambler associou-se à iniciativa desde a primeira hora, contando o "pelotão" desde 28 de setembro com mais um elemento, o português Luís Aguiar [que percorreu ainda 800km do percurso].»

E já que, neste como em outros casos, as imagens podem valer mais do que as palavras, peço que assistam a esta reportagem, que passou na televisão portuguesa, sobre a história do Tiago.


A campanha de solidariedade para com o Tiago também está no Facebook:

http://www.facebook.com/pages/Pedalar-pelo-Tiago/234782869899415

Aqui  fica o link http://b2bornot2b.blogspot.com para o blog onde foram registadas as etapas da viagem de bicicleta feita entre o Reino Unido (Brighton) e Portugal, num total de 4.500km, com o objectivo de divulgar a história do Tiago e recolher fundos que permitissem a sua deslocação aos Estados Unidos, onde existem tratamentos inexistentes em Portugal.
O Tiago viajou para os Estados Unidos no dia 31 de Janeiro, graças, em grande parte, a esta grande campanha de solidariedade que se gerou à sua volta. Isso deixa-nos orgulhosos, enquanto povo, enquanto Gente! Mas... não posso terminar sem lamentar que os pais do Tiago só tenham começado a ser tratados como Gente, nomeadamente no hospital onde o menino era seguido, depois da intervenção da Presidência da República, e depois de o caso se ter tornado mediático... Mas concentremo-nos na parte boa: o Tiago está agora no local apropriado para fazer os tratamentos de que necessita, e isso é o mais importante.
Fontes: várias publicações da imprensa portuguesa, em especial RTP.

8 comentários:

Blog da Rutha disse...

Uma bela atitude para ajudar uma criança que merece ter muita saúde e preservar sua perna. Mas este hospital também cobra muito caro essa 1ª consulta !!! Espero que dê tudo certo e ele possa fazer o tratamento.
Beijos
Laís

RUTE disse...

Extraordinária esta história de sucesso, Claudia.
Obrigada por divulgares. Como não vejo televisão, por vezes não me apercebo destas reportagem fantásticas.
É bom ver as pessoas intentarem esforços por causas nobres. Unirem-se em prol da solidariedade humana.

Quanto a ser obrigação do Estado...
O Estado somos todos nós.
O dinheiro do Estado é o dinheiro dos nossos impostos.
Sou mãe duma menina com necessidades educativas especiais e não me posso queixar do Estado. A minha Carol já sofreu várias intervenções cirurgicas complicadas e eu nunca paguei 1 cêntimo em qualquer hospital português.
Beijinhos.
Rute

Ivani disse...

Bom dia Claudia, não poderia ter começado meu dia de maneira mais emocionante.
Estou aqui chorando feito uma avó e mãe que sabe o que nos move para ajudar uma criança.
Que menino lindo!
Que Deus abençõe esses homens maravilhosos que fizeram essa campanha.
Que Deus lhes dê saúde e muita alegria.
A alegria que essa mãe do Thiago deve estar sentindo em poder cuidar de seu filho.
Obrigada Claudia por partilhar essa historia bonita e mostrar um pouco mais desse povo tão querido que voces são.
Não importa a política, nem os problemas que a Europa toda enfrenta. O que importa mesmo são esses atos de amor que mostram que o mundo ainda não está perdido.
Beijos minha querida, tenha um bom feriado por aí.

Cláudia disse...

Laís, ao que eu sei essa tal consulta já inclui o início do tratamento. Se fosse só uma consulta realmente era um absurdo. De qualquer modo em Portugal já seria bastante caro, mesmo sendo tratamento, mas o pior é que aqui não existe nenhum tratamento para esta doença rara.
Tb espero que tudo corra bem com o menino. :)
Assim como estou a torcer para que a Rutha e o Barum resolvam os seus problemas de saúde.

Cláudia disse...

Rutinha, já respondi no teu estaminé, como é costume. :)

Já agora esclareço que aqui a questão da intervenção do Estado é só porque, não havendo tratamento em Portugal, é suposto as despesas do tratamento no estrangeiro serem suportadas pelo Estado e não pela família. É a informação que é passada na reportagem, tb ainda não confirmei, nem conheço essa lei.

Cláudia disse...

Ivani, também fiquei emocionada com a história, imagino o desespero de uma família ao saber que existe um tratamento no estrangeiro e não ter posses para o custear. Felizmente esta campanha foi um sucesso, espero que tudo corra bem com o Tiago. :)

Orvalho do céu disse...

Olá, querida
Com é bom usarmos os meios de comunicação social para o Bem!!!
Que essa fraternidade se perpetue... há tantos casos por aí...
Bjm de paz e alegre

✿ chica disse...

Tão bom poder ver gente fazendo o bem,não é? Linda história e gestos...beijos,chica