quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Deveres da Humanidade




60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos


Artigo 1º

Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.


Artigo 23º

1. Todas as pessoas têm direito ao trabalho, à livre escolha do trabalho, a condições equitativas e satisfatórias de trabalho e à protecção contra o desemprego.

2. Todos têm direito, sem discriminação alguma, a salário igual por trabalho igual.

3. Quem trabalha tem direito a uma remuneração equitativa e satisfatória, que lhe permita, e à sua família, uma existência conforme com a dignidade humana, e completada, se possível, por todos os outros meios de protecção social.


Artigo 25º

1. Todas as pessoas têm direito a um nível de vida suficiente para lhe assegurar, e à sua família, a saúde e o bem-estar, principalmente quanto à alimentação, ao vestuário, ao alojamento, à assistência médica e ainda quanto aos serviços sociais necessários, e tem direito à segurança no desemprego, na doença, na invalidez, na viuvez, na velhice ou noutros casos de perda de meios de subsistência por circunstâncias independentes da sua vontade.


Artigo 26º

1. Todas as pessoas têm direito à educação. A educação deve ser gratuita, pelo menos a correspondente ao ensino elementar fundamental. O ensino elementar é obrigatório. O ensino técnico e profissional deve ser generalizado; o acesso aos estudos superiores deve estar aberto a todos em plena igualdade, em função do seu mérito.


Artigo 29º

1. O indivíduo tem deveres para com a comunidade, fora da qual não é possível o livre e pleno desenvolvimento da sua personalidade.


A Declaração Universal dos Direitos Humanos tem 30 artigos, mas por esta pequena amostra já se pode ver como estamos, infelizmente, tão longe da sua concretização.

É dever da Humanidade, de todos nós, pô-los em prática.


7 comentários:

Heloísa disse...

Cláudia,
Parabéns pela lembrança.
Pena, realmente, que ainda estejamos bem longe de muitos dos direitos previstos na Declaração dos Direitos do Homem.
Beijos

Inside me disse...

Pois é ... já tem idade suficiente. O grande problema é que chega a uma altura e ninguem liga aos velhos...só quando se tem algum interesse!!

... e "interesses" há neste mundo muitos...

Claudia disse...

Nunca é demais lembrar dos direitos do homem. O tempo passa mas a coisa da mudança é lenta!

Mas celebremos os homenns e mulheres livres deste mundo. Aos oprimidos toda solidariedade!

C.

ameixa seca disse...

Passar da teoria à prática parece ser muito difícil não é? Não vejo nenhum desses direitos ser exercido, no que a mim diz respeito claro!

Isabel disse...

Ainda estamos muito longe da concretização desses direitos para toda a humanidade, infelizmente.
Fizeste bem em lembrar.

justme disse...

Pensando na evolução da sociedade nos últimos 60 anos, é de estranhar que estes Direitos não sejam já uma prática corrente, ou não será? Os interesses económicos continuam a falar mais alto que o factor humano. Bjs.

Marta Sorriso disse...

Estou á procura de algo sobre deveres humanos, alguem tem algo que me possa ajudar?! desde ja o meu muito obrigada