sexta-feira, 11 de abril de 2008

Margarida

Hoje é a vez da Guida. Para já, quero-me desculpar por a "postar" logo a seguir a um assunto tão prosaico como "ovos", mas enfim, tudo faz parte da vida. E, por incrível que pareça, acabo de encontrar uma relação: para aí há uns 25 anos atrás (que horror, como é que é possível?), comi uma gemada (na altura adorava!) em casa dela, e depois fiquei escandalizada por ela deitar a clara pelo cano... Ainda há quem diga que eu tenho má memória...
Bem, vamos ao que interessa: conheci a Guida no Liceu Gil Vicente (que saudades, para mim é quase como se fosse um lugar mágico). Éramos da mesma turma até ao 9º ano, no 10º ela decidiu seguir a área de Arte e eu segui Letras (para agora estar semi-desempregada, mas isso é uma outra história...). Mas mesmo em turmas diferentes, passávamos muito tempo juntas, não só nos intervalos, como principalmente nas tardadas em casa dela, ou no Miradouro de Santa Luzia, mais tarde no Arco, etc., etc. Foram tempos muito, muito bons, inesquecíveis. Como a vida é boa e despreocupada aos 16 ou 17 anos! As nossas preocupações na altura chamavam-se Tomás (as dela), ou o lourinho madeirense da Fundação Espírito Santo... (há séculos que não me lembrava de semelhante personagem...), ou outras preocupações do mesmo género.
Como no caso de outras amigas, hoje em dia vivemos em locais distantes, e não nos encontramos com muita frequência, mas de vez em quando lá vamos falando ao telefone ou nos encontramos. A última vez que a vi foi há cerca de um mês, na inauguração de uma exposição de fotografia (sim, ela hoje é uma fotógrafa famosa!). Gostei muito da exposição, e sobretudo do Abraço. Um grande beijo para ti, Guida. Pelos velhos tempos, e esperando que nos encontremos mais vezes no futuro.

2 comentários:

Margarida disse...

... estou, ainda, sem palavras!!! :-)

Sophie disse...

tenho uma agenda que era da minha mãe (em forma de rolo fotográfico) em que o único número escrito é o teu :) vocês são bonitas.