sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Esta semana só dá Pessoa por aqui...


















Aconteceu-me do alto do infinito
Esta vida. Através de nevoeiros,
Do meu próprio ermo ser fumos primeiros,
Vim ganhando, e através estranhos ritos

De sombra e luz ocasional, e gritos
Vagos ao longe, e assomos passageiros
De saudade incógnita, luzeiros
De divino, este ser fosco e proscrito...

Caiu chuva em passados que fui eu.
Houve planícies de céu baixo e neve
Nalguma coisa de alma do que é meu.

Narrei-me à sombra e não me achei sentido.
Hoje sei-me o deserto onde Deus teve
Outrora a sua capital de olvido...


Fernando Pessoa, Passos da Cruz, X

2 comentários:

Heloísa disse...

Claudia,
Gostei da foto da abertura.
A anterior estava, vamos dizer assim, um pouco triste.
Ainda mais que nessa semana, como você disse, só está aparecendo Fernando Pessoa.
Beijos.

Noémia disse...

Adoro Pessoa!
Já vi que te anda a inspirar bastante ou serão essas paisagens tão lindas que te enchem o coração?! :)