quinta-feira, 3 de novembro de 2011



Será que alguém sabe onde fica o "céu dos gatinhos"? 

Eu não sei onde fica, mas de uma coisa eu tenho a certeza. Esse céu, há três dias, ficou muito, mas muito mais brilhante. Foi quando lá chegou o meu querido amiguinho. 

Fica para sempre no meu coração, junto com uma saudade enorme, mas também com recordações muito bonitas. Sei que foi feliz, e que nos fez muito felizes com a sua companhia.

Sinto tanto a falta dele! 

14 comentários:

Blog da Rutha disse...

Cláudia querida, sinto muitíssimo pelo Amarelo ! Fiquei muito triste dele ter partido, mas não suporto ver um animal sofrendo, acho que o melhor é descansar e acabar com o sofrimento.
Quando o meu gatinho Martim (neto da Rutha) partiu foi uma tristeza imensa mas ele já não comia, não tomava água e estava visivelmente triste. A saudade que ficou é recheada de momentos felizes e muito amor. Espero que a Mimi não fique triste e encha seu coração de alegria e carinho.
Um grande beijo pra você e Carolina
Laís

Blog da Rutha disse...

Claudia, o Martim teve insuficiência renal segundo o vet mas eu fiquei na dúvida se era isso mesmo porque ele estava ótimo durante o dia e de noite mal podia andar. Ele já tinha 7 anos e era terrível, parecia um cachorro bagunceiro e era muito amigo do Barum ! Só aceitei melhor a partida dele porque o peste não me deixava dormir a noite inteira e por isso mesmo deixou muitas saudades !
Beijos
Laís

Heloísa disse...

Cláudia,
Que pena!
O bom é que vocês só têm boas recordações.
Beijo.

Ana Rita disse...

Sinto muito Cláudio!
Tenho a certeza que ele foi um gato super feliz! É essa a lembrança, dos bons momentos, que deve ficar!

Beijinho grande para ti e para a carolina*

Calu disse...

Cláudia,
lamento muito a partida do Amarelo.Fica a saudade e tbém as doces recordações passadas juntos.
Que o tempo ajude a acalmar a tristeza e te dar o consolo na certeza de que ele foi muito feliz e as fez felizes tbém.
Um abraço apertado,
Calu

Lúcia Soares disse...

Não sei onde é o céu dos gatinhos. Mas do Amarelo há de ser em seus corações.
Por isso não quero mais ter bichinhos em casa. A gente sofre quando se vão, mesmo tendo tantas boas lembranças do tempo em que viveram conosco.
Que sua menininha se recupere logo da dor. E vc também, Cláudia.
Beijo!

RUTE disse...

Querida Claudia,
um beijinho para sossegar o teu coração.
Eu sei o que isso é, o amor que dedicamos aos animais e quanto sofremos porque a vida deles é mais curta que a nossa.
Em parte é por isso que eu não queria voltar a ter bichinhos em casa, e agora temos um coelhinho que entrou para a familia no mês passado.
Um grande abraço de carinho.
Rute

Isabel disse...

É muito triste, mas ficam as boas recordações.
Bjs

Noémia disse...

Minha querida sei bem o que é perder um amigo de 4 patas que nos acompanha e partilha a nossa vida. É triste mas para ele, se calhar foi melhor pois estava a sofrer e sem a sua vida normal de gato.Tens que te consolar com isso e com o teres feito tudo para tornares felizes os seus dias. Bjs!

Ameixinha disse...

Ó Cláudia, fogo caraças pah!

Ivani disse...

Que pena Claudia! eu sinto muito.
Esses amiguinhos queridos não deviam morrer nunca.
Ele era muito bonito, e vai fazer uma falta danada de grande.
Força amiga, quando a saudade for muito grande veja as fotos, fale dele, conforme-se em saber que ele não está sofrendo.
Como você disse muito bem "ele foi feliz" e você também.
Pronto, estão empatados! beijos querida.

Gina disse...

Pense nos bons momentos que tiveram ao lado dele.
Não tem como negar a lacuna, mas é preciso seguir adiante, ainda que a saudade aperte.
Beijo no seu coração!

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Estive ausente da net por muitos dias por motivo de mudança... senti saudade de vc...
Aqui temos dois gatinhos... Gostamos muito deles...
Bjm de paz

Elaine Figueira disse...

Olá, sinto por seu gatinho. Pelas fotos ele parecia ser novo. O que aconteceu?

Sou sua seguidora e gosto muito do seu blog. Também participei da BCFV

bjs