sexta-feira, 27 de março de 2009

Quem diz a verdade... é apedrejado!

Neste país, infelizmente, quando há alguém com coragem para dizer todas as verdades, salta-lhe logo meio mundo em cima!





O Bastonário da Ordem do Advogados, Marinho Pinto, já célebre por pisar os calos a muita gente (e há por aí tantos com os calos doridos...), veio agora dizer que a carta anónima que deu origem ao caso Freeport foi combinada entre o autor e a Polícia Judiciária. Aqui d'el-Rei, saltaram-lhe logo em cima, que falta de ética, que vergonha, dizer isto em público, e etc. e tal.


Então quando alguém se atreve a criticar a PJ, que ganhou a fama de ser das melhores da Europa (?!?), quiçá do Mundo... (temos que ser os melhores em alguma coisa, mas aqui não somos, creio eu).
Não vou entrar em pormenores (não quero ser processada, livra!) mas no Caso "Casa Pia" a actuação da PJ foi pouco menos que vergonhosa. Talvez um dia dê a minha opinião sobre isto, mas aí tenho que arranjar um guarda-costas...

A mim não me espanta nada que isso (a carta anónima) seja verdade, até porque ao que parece isso é prática corrente para haver um pretexto para dar início a uma investigação. O problema é que isto foi divulgado! Era suposto ser segredo! Só visto!


Devo dizer que sempre simpatizei com este senhor, e fiquei bastante contente quando ele foi eleito para Bastonário, precisamente porque já lhe conhecia esta faceta de não ter medo de pôr os pontos nos ii. Mas esta sociedade é demasiado hipócrita: o mal não é as coisas acontecerem, o mal é saberem-se!! O mal é descobrir as carecas!


Por falar em dizer as verdades (ou não...) o Presidente do Brasil, Lula da Silva, também pôs a boca no trombone!! E de que maneira!



Segundo as suas declarações, em plena visita do Primeiro-Ministro britânico Gordon Brown ao Brasil, Lula afirmou que os culpados da crise são "gente branca de olhos azuis".


Well, ele tem razão num ponto: os banqueiros e grandes tubarões da sociedade não costumam ser negros e muito menos índios, mas para ser sincera, acho que ele foi um bocadinho longe demais ao generalizar, mas compreendo bem o que ele quer dizer.

Pelo menos foi mais uma pedrada no charco, e isso é sempre bom, sempre faz as pessoas reflectirem em alguns assuntos...

6 comentários:

Isabel disse...

Eu também admiro quem tem coragem para pôr a boca no trombone. O Bastonário é cá dos meus, diz tudo o que tem a dizer e não quer saber do politicamente correcto. Acho que hoje em dia estamos reféns do politicamente correcto e isso é péssimo.
Vamos todos pôr a boca no trombone!

Marcia disse...

Penso como voce e penso que o "nosso" presidente, como de hábito, coloca os pés pelas mãos e se atreve um pouco demais. E é só fala faa, nada faz de concreto, triste aproveitar-se desta maneira da midia em vez de usa -la para realmente colocar ideias renovadoras e limpas. bjs querida

Gina disse...

Dizer a verdade é uma coisa, mas dizer o que vem à cabeça, sem refletir, é outra...
Infelizmente, alguns de nossos representantes são campeões em dizer besteiras e nos envergonhar...
Beijos.

ameixa seca disse...

Minha amiga, neste país só os trafulhas é que se safam! É triste mas é verdade :)

Heloísa disse...

Cláudia,
Parece que, em toda parte, isso acontece. O mal não é a ocorrência das coisas ilegais, mas sim ficar-se sabendo que elas ocorreram.
Agora, tem uma coisa que eu acho que não deveria ocorrer: a divulgação pela mídia, antes do esclarecimento total dos fatos.
Muitas vezes, os meios de comunicação divulgam, e crucificam, antes da análise e da comprovação da culpa de alguém.
Beijos

Alcina disse...

Olá Claudia
Um dos motivos pelos que eu já pouco vejo das noticias é por isto mesmo, só sabemos de curruptos, vigarices, ineficácia da justiça...
E é uma pena que haja poucos senhores como este que fala doa a quem doer, mas também não vai a lado nenhum, porque nem que se descubra a verdade os criminosos ainda vao receber alguma indeminização por calunia e difamação como é o caso da casa pia que falou, estamos não tarda a ver todos os implicados a receber indeminizações!!!!!!
É um pais de faz de conta este nosso.
bjinhos